Curiosidade

SEO e links patrocinados: Você sabe quais são as diferenças?

SEO_e_links_patrocinados

Quem está pesquisando sobre marketing digital já deve ter ouvido falar das famosas técnicas de SEO e links patrocinados. Apesar de ambas se relacionarem diretamente com os buscadores, especialmente o Google, há algumas diferenças entre essas estratégias.

SEO_e_links_patrocinados

Além disso, muitas pessoas acham que é fácil de entender e aplicar essas técnicas nas campanhas de divulgação. Mas, sem o conhecimento das especificidades do SEO e dos links patrocinados, o seu planejamento pode não ter o resultado esperado.

Neste post, vamos falar um pouco sobre as principais diferenças entre o SEO e os links patrocinados, bem como explicar de que maneira você pode aplicar essas estratégias na sua campanha de marketing digital.

Achou interessante? Então, continue nos acompanhando!

Mas, o que é o SEO?

O SEO (Search Engine Optimization), ou otimização para os mecanismos de busca, consiste em um conjunto de técnicas, com a intenção de melhorar a posição de uma página web entre os resultados de busca de um site de pesquisa, principalmente o Google.

Estima-se que, em pelo menos 1 ano, mais de 2 trilhões de buscas são realizadas no Google. 

Em média, o buscador processa mais de 40.000 consultas a cada segundo. 

Na internet inteira, 63% das pesquisas são realizadas no Google.

Não é à toa que a plataforma é considerada como um gigante da internet, ultrapassando os demais buscadores, como o Bing e Yahoo.

Fora isso, um estudo da Search Engine Journal demonstrou que 93% de todo o tráfego dos sites é oriundo de algum mecanismo de busca.

Afinal, quando vamos procurar por algo na internet, nem sempre temos um site específico em mente. O que acabamos fazendo? Abrindo o Google, ou outro buscador, e digitando por aquilo que estamos buscando.

Ou seja, se uma empresa de transporte de pequenas cargas quer aparecer entre as primeiras páginas de uma pesquisa no Google, ela precisa aplicar algumas modificações no site, para que o buscador veja que aquele determinado site é relevante aos usuários.

Pesquisas na área de marketing digital comprovam que a taxa de cliques nos primeiros resultados é de quase 35%. 

Além do mais, 75% dos usuários não clicam em outros resultados, após a primeira página de pesquisa.

Quer dizer que os internautas tendem a visitar mais os sites que aparecem em primeiro lugar. Daí a importância do ranqueamento.

Ademais, o Google sempre propõe-se a entregar os conteúdos mais relevantes aos usuários. 

Sendo assim, para que seu site seja exibido entre os primeiros resultados, é levado em conta alguns fatores, entre eles, destacam-se:

  • A qualidade da informação publicada;
  • A atratividade do material produzido;
  • A boa experiência do usuário;
  • O uso correto de palavras-chave no texto.

Esse último item é um dos artifícios mais importantes do SEO. Basicamente, ele consiste no emprego dos termos mais pesquisados no Google pelos usuários (as palavras-chave), ao longo do conteúdo.

Assim, ao tratar um artigo sobre alimentação na empresa, por exemplo, utilizam-se termos mais buscados, ao longo de um texto, para que o Google veja aquele conteúdo como interessante a grande parte dos leitores.

Além disso, o SEO também considera a relevância do material publicado, isto é, se as informações são verdadeiras e aprofundadas, bem como a experiência do usuário (referente à navegabilidade e leiturabilidade da página).

Importante ressaltar que o SEO visa a atração orgânica de visitantes ao seu site. Portanto, não é uma estratégia paga ou patrocinada. 

Por isso, essa técnica é muito bem vista para a conversão de leads (potenciais clientes) para o seu negócio.

Afinal, quem procura por algo e é direcionado ao seu site ou blog, permaneceu na navegação e consumiu o seu conteúdo é porque está, de fato, interessado no seu produto ou serviço. Como consequência, fica mais fácil fechar negócio.

No entanto, vale dizer que o SEO é uma estratégia que surtirá efeitos a longo prazo, ainda mais devido à exigência de tempo para a produção de conteúdo e apresentação de resultados concretos.

Além do mais, o seu site ou blog precisa ser constantemente alimentado para aparecer entre os primeiros resultados. 

Não adianta nada escrever um artigo sobre como fazer manutenção preventiva bicicleta e pensar que somente essa publicação é suficiente.

Ao contrário, o Google analisa o seu site como um todo. Sendo assim, quanto mais conteúdo relevante, melhor será o ranqueamento da sua página no buscador.

E os links patrocinados?

Mas, para quem não quer esperar os efeitos orgânicos do SEO, ou precisa de resultados a curto prazo, uma alternativa são os links patrocinados.

A principal diferença entre eles está na geração de tráfego, já que o SEO traz visitantes orgânicos, enquanto os links patrocinados, como o próprio nome já diz, é atraído por publicidade paga.

Segundo estatísticas de gestão de links patrocinados, de todos os usuários que utilizam as ferramentas de busca, cerca de 30% clicam nos anúncios pagos. O restante é orientado para os demais resultados de pesquisa.

Mesmo assim, é uma porcentagem alta, visto que desses 30%, a grande maioria demonstra interesse no produto ou serviço divulgado.

Com os links patrocinados o seu site é ranqueado sob alguns fatores, incluindo o Custo por Clique (CPC), o Índice de qualidade e a URL de destino de qualidade.

Ou seja, o serviço é pago a cada clique dos usuários e, em geral, os sites que utilizam da estratégia já aparecem automaticamente entre os primeiros resultados de busca do Google, por meio do AdWords.

A grande vantagem dos links patrocinados não se concentra apenas nos resultados a curto prazo, mas sim, no algoritmo usado na estratégia, que exibe anúncios personalizados aos usuários, conforme as opções de segmentação escolhidas pelo próprio anunciante.

Quer dizer que, se uma firma de pintura predial percebeu que o seu público tem interesse em tintas, o link patrocinado da empresa vai aparecer aos usuários que buscarem por esse produto em específico.

Ou seja, a possibilidade de segmentação é muito alta e, com isso, também a atração de mais pessoas interessadas no seu site ou blog, em conjunto com uma boa taxa de conversão de leads.

No caso do Google Adwords, uma das maiores plataformas de links patrocinados atuais, o programa é composto por duas redes: a Rede de Pesquisa e a Rede de Display.

A Rede de Pesquisa é responsável pela exibição de anúncios para os internautas que pesquisam ativamente sobre um determinado assunto, serviço ou produto. 

Por exemplo, se a pessoa busca por entrega expressa de documentos, os sites pagos aparecerão entre os primeiros resultados.

Já a Rede de Display veicula anúncios diretamente em websites parceiros do Google. Ou seja, são as famosas “propagandas”, que podem aparecer enquanto navegamos em algum website.

Além do Adwords, existem outras plataformas de links patrocinados, incluindo o Facebook Ads, o Instagram Ads e o LinkedIn Ads, voltados às redes sociais.

Assim, caso a página de um motoboy rápido queira alcançar mais seguidores, em tempo hábil, pode ser interessante investir em um anúncio pago no Facebook, por exemplo.

Então, qual vale a pena usar?

A resposta é: depende. Os links patrocinados não substituem o SEO, ainda mais porque o tráfego orgânico é sempre melhor do que o pago. 

Isso também não quer dizer que os anúncios patrocinados são ruins. Ao contrário, cada uma das estratégias possui um objetivo e, dependendo das metas de cada empresa, talvez o melhor seja mesmo investir em propaganda.

Por conta disso, o SEO e os links patrocinados são vistos como estratégias complementares, elas podem ser usadas em conjunto para alcançar mais visitas e gerar mais leads.

Pense por um momento: se a intenção é divulgar a oferta de uma lamparina alumínio, no e-commerce de uma loja de artigos domésticos, pode ser interessante anunciar o produto em um link patrocinado, por um determinado período de tempo.

Não só no Adwords, mas as publicidades pagas no Facebook e Instagram têm se mostrado muito eficientes, principalmente para esse tipo de campanha, divulgação rápida, de uma determinada oferta, por um curto período de tempo.

Além disso, as ferramentas de criação de anúncios são ótimas fontes de informação para a coleta de dados sobre o público-alvo. 

Por isso, muitas empresas fazem campanhas patrocinadas para colher dados sobre o perfil dos clientes.

Agora, um perito judicial trabalhista, que deve usar das estratégias de marketing digital com certo controle, devido à própria natureza jurídica da profissão, pode ter melhores resultados com o SEO, juntamente com a produção de conteúdo relevante.

No final, tudo vai depender dos objetivos de cada empresa e no planejamento em marketing digital. 

Por esse motivo, é fundamental avaliar bem quais são as necessidades da empresa, para investir na melhor estratégia.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

About the author

nikeair

Add Comment

Click here to post a comment

RSS Últimas Notícias

  • Veja páginas removidas pelo Facebook por promoverem desinformação e que foram apontadas em investigação 10 de julho de 2020
    Laboratório de pesquisa diz que elas foram criadas por funcionários de gabinetes da Presidência, dos filhos de Bolsonaro e de outros políticos do PSL. Segundo a rede social, responsáveis tentavam esconder identidade. O Facebook removeu na última quarta-feira (8) uma rede de contas e perfis falsos que, segundo a empresa, estava organizada para gerar desinformação […]
  • Bolsonaro nomeia indicados de Weintraub no CNE e abre espaço para nome político no MEC 10 de julho de 2020
    O presidente Jair Bolsonaro nomeou para o Conselho Nacional da Educação (CNE) indicados pelo ex-ministro da Educação Abraham Weintraub e, assim, abriu caminho para entregar o comando do Ministério da Educação a um nome politico, que agrade aliados no Congresso Nacional. A informação foi confirmada por assessores do presidente. A escolha do novo ministro está […]
  • Mercado acionário europeu fecha em alta e interrompe três dias de perdas 10 de julho de 2020
    Indicadores positivos da indústria da Itália e da França levantaram esperanças de uma recuperação econômica. Os índices acionários europeus avançaram nesta sexta-feira (10) após dados positivos da indústria da Itália e da França levantarem esperanças de uma recuperação econômica, embora os ganhos tenham sido limitados pelo aumento de casos de coronavírus em todo o mundo. […]
  • Trump diz não estar pensando em Fase 2 do acordo comercial com a China 10 de julho de 2020
    Relação com a China foi severamente danificada, diz presidente norte-americano. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira (10) que não está pensando no momento em negociar a Fase 2 do acordo comercial com a China no momento em que as relações entre os dois países piora devido à pandemia de coronavírus e […]
  • Após abuso de hackers, Mozilla suspende serviço de compartilhamento de arquivos Firefox Send 10 de julho de 2020
    Medida é temporária. Hackers se aproveitaram dos recursos de privacidade para ocultar rastros de ataques. Mensagem avisa sobre suspensão temporária do Firefox Send. Reprodução A Mozilla, mais conhecida como responsável pelo navegador Firefox, suspendeu temporariamente o funcionamento do Firefox Send, um serviço criado em 2017 para facilitar o compartilhamento de arquivos grandes entre duas pessoas. […]
  • Financiamentos de veículos caem 20% no 1º semestre de 2020 10 de julho de 2020
    De acordo com a B3, o último mês teve crescimento de 44% em relação a maio, mas foi o pior junho desde 2016. Loja de carros usados em São Paulo Fábio Tito/G1 Os financiamentos de veículos novos e usados caíram 20% no Brasil em 2020, quando comparados com o mesmo período de 2019. Os dados […]
  • Pessimismo do empresário da indústria cai pelo 3º mês seguido, aponta CNI 10 de julho de 2020
    Índice de Confiança subiu 6,4 pontos em julho, alimentado expectativas de recuperação da economia após queda histórica com pandemia. O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) melhorou, em julho, pelo terceiro mês consecutivo, após queda histórica em abril deste ano em virtude do auge da crise para o setor produtivo diante dos problemas com […]
  • FMI adverte que cortar o gasto público muito rápido pode prejudicar a recuperação 10 de julho de 2020
    Fundo alerta sobre obstáculos para impedir um colapso da economia em consequência da pandemia, especialmente se acontecer uma segunda onda de contágios. Logo do FMI em Washington, EUA Reuters/Yuri Gripas A dívida pública global vai atingir o máximo histórico em 2020 devido aos esforços dos governos para impedir um colapso da economia em consequência da […]
  • Preço de passagens aéreas caiu 26,01% em junho; veja itens que mais subiram e mais caíram no mês 10 de julho de 2020
    Maiores altas foram registradas nos preços da abobrinha (15,66%) e da manga (13,83%). Depois de dois meses de deflação, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) voltou a ficar positivo em junho, com taxa de 0,26%, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (10). Os alimentos ficaram […]
  • Bovespa opera em alta e busca novo ganho semanal 10 de julho de 2020
    Na quinta, a bolsa fechou em queda de 0,61%, aos 99.160 pontos. Ibovespa é o principal índice da B3, a bolsa brasileira Amanda Perobelli/Reuters O principal índice da bolsa de valores brasileira, a B3, opera em alta sexta-feira (10), buscando um novo ganho semanal, com investidores atentos ao avanço dos casos de coronavírus, bem como […]

QUE DIA É HOJE?

março 2020
D S T Q Q S S
« fev   abr »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031